Trabalhar em Angola: pontos negativos

Angola é um país de oportunidades, está em contrução, existe emprego quase para quem quer, e além disto a língua oficial é o português, o que facilita em muito a vida de qualquer português que queira emigrar para aí. No entanto, nem tudo são rosas, e há que ter em conta alguns factores que não são tão positivos em relação a este país.

Segundo o jornalista Hermínio Santos, director do jornal Briefing, “Angola não é o El Dorado que muitos julgam”. Afirmação esta feita em termos de alerta já que para o jornalista “nem tudo o que parece é”.

Alguns exemplos que mostram que viver em Angola, por vezes, pode ser problemático:

  • Luanda lidera o ranking das cidades mais caras do mundo, o custo de vida é elevadíssimo.


  • Os acessos rodoviários em Angola podem ser um pesadelo. Na capital e em algumas cidades os acessos têm alguma qualidade, no entanto, fora dos grandes centros populacionais, os acessos podem dar muitas dor de cabeça.
  • As estruturas básicas são pouco desenvolvidas, por exemplo, apenas 10% da população de Luanda tem água canalizada permanente. No resto da cidade há, também, acesso a água e a luz, mas com cortes regulares e diários.

Outros artigos sobre Angola:

--ADS--
--ADS--